#NOVASAFRA

#DESBRAVADORES 

#REPLAY #FULLALBUM

  • revistaamplificamais

MALANDRAGEM COMO VOZ DO MORRO


O mestre quando o assunto é coco e partido alto, Bezerra da Silva, era conhecido por ser o porta voz do morro, que, com malandragem, revelava sua consciência quanto à realidade cotidiana das favelas.


Na capa de “Eu Não Sou Santo”, disco de 1990, Bezerra representa um Jesus negro crucificado, alertando para o racismo de nossa sociedade que dia após dia se adapta sem deixar de existir, marcando as vidas negras que são condicionadas a regiões marginais de grandes centros.


Repensar as vítimas de um descaso estatal se mantem necessário em um cotidiano de pessoas que sobrevivem a uma favelização, sintoma de um Estado ausente em suas vidas. Estado que acaba sendo utilizado como ferramenta para uma branquitude operacionalizar o racismo!


NOSSOS CONTATOS

BRAZIL         +55 11 97508-2464

                   +55 11 94259-4245

                   +55 11 95328-5572   

LISBOA:    +351 926 616 909

ASIA:           +66  6 3190-0160

EUROPA:     +32  483-408450