#NOVASAFRA

#DESBRAVADORES 

#REPLAY #FULLALBUM

  • revistaamplificamais

Maldito ou vanguardista?

O experimentalismo de Jards Macalé como permanente transformação na música nacional!

Jards Anet da Silva, mais conhecido como Jards Macalé, carioca da Tijuca nascido em 1943 e que teve seu apelido herdado de um jogador do Botafogo pela falta de habilidade no futebol, é intimamente ligado à história da música brasileira.

O multi instrumentista foi influenciado pelos batuques do morro, pelo jazz, pelas serestas e o samba canção, e sua visão de vida é ampla, é aprendizado, quase como um periscópio sobre o oceano do social, o que o levou a vivenciar a música com uma profundidade única, desde que se revelou no cenário na década de ‘60. 


Macal deu seus primeiros passos na carreira após dirigir um show de Maria Bethânia em 1966, permitindo assim ao artista iniciar seu mergulho dentro do movimento do tropicalismo, e de imediata resposta a seu talento, teve suas músicas gravadas por grandes nomes como Gal Costa, Bethânia e Clara Nunes.


No ano de 1970, esteve em Londres para visitar seus amigos baianos exilados, o que trouxe a melancólica sede no compositor de tornar material todo o sentimento de revolta que pulsava dentro de si através de seu primeiro LP solo. O álbum homonônimo, “JardsMacalé”, lançado em 1972 veio como a síntese de toda a liberdade experimentada do músico, não se limitando às fronteiras sonoras da música popular e contou com a participação dos também íntegros do movimento da Tropicália LannyGordin e Tutty Moreno.

No ano de 1970, esteve em Londres para visitar seus amigos baianos exilados, o que trouxe a melancólica sede no compositor de tornar material todo o sentimento de revolta que pulsava dentro de si através de seu primeiro LP solo. O álbum homonônimo, “JardsMacalé”, lançado em 1972 veio como a síntese de toda a liberdade experimentada do músico, não se limitando às fronteiras sonoras da música popular e contou com a participação dos também íntegros do movimento da Tropicália LannyGordin e Tutty Moreno.


Ao longo da carreira, o músico teve inúmeros discos lançados, e impressiona por sempre se reinventar dentro do cenário musical, tendo em 2019 apresentado “Besta Fera”, seu mais novo trabalho, se mostrando imparável em seu processo criativo.


A música de Jards é conexão e se torna atemporal pelo diálogo que proporcionou dentro da sonoridade popular do Brasil, e até os dias atuais representa atravessamentos artísticos que é a veia pulsante da expressão nacional!

9 visualizações1 comentário

NOSSOS CONTATOS

BRAZIL         +55 11 97508-2464

                   +55 11 94259-4245

                   +55 11 95328-5572   

LISBOA:    +351 926 616 909

ASIA:           +66  6 3190-0160

EUROPA:     +32  483-408450