NOSSOS CONTATOS

NOSSAS REDES

  • Bernadete

BRAZIL         +55 11 97020-3470

                      +55 11 95328-5572

BRAZIL         +55 11 94066-3395    

LISBOA:    +351 926 616 909

ASIA:           +66  6 3190-0160

EUROPA:     +32  483-408450

SÃO PAULO / ÓCIO CULTURA BR

DONA

BERNADETE

 QUEM NÃO ARRISCA, NÃO PETISCA 45 ANOS

“Quem nao arrisca nao Petisca” 45 anos de Avenida é o novo projeto da sambista Dona Bernadete do Peruche. Um show que viaja pela trajetória de um dos nomes mais importantes do samba Paulistano. São 45 anos de carreira e de pioneirismo. Dona Bernadete foi a primeira mulher puxar um samba-enredo no Anhembi, a primeira a integrar a ala de compositores das Escolas de Sambas de São Paulo e também a primeira mulher a assumir o cargo de diretora da ala de compositores da agremiação Unidos do Peruche. 

Dona Bernadete lançou no mês da mulheres seu novo albúm  o samba é minha verdade, fez alguns show de lançamento aguardando o grande momento de se juntar com samba de rainha para comemorar seus 45 anos de avenida com  um repertorio misto de carreira  com suas maiores influencias na avenida e na vida. 

A  sambista resgata suas grandes inspirações como seu pai, Nelson dos Santos, violonista autodidata, que  fundou o grupo “Conjunto Preto no Branco” na década de 50, e acompanhou grandes ícones como Nelson Gonçalves e Orlando Silva, o cantor mais popular das rádios nos anos 1950.  O desenvolvimento musical aconteceu quando ao integrava um grupo com o irmão mais velho, o chamado Sexta-Feira. Anos depois, em época de Carnaval, reunia-se com colegas do bairro para batucar latas e panelas nos encontros do bloco Voz do Morro, que se fundiu à escola de samba Império Lapeano – fundada pela própria Bernadete junto com José Cruz Gonçalves e Seu Divino, em 1974.

Lançada e anunciada em rede nacional em 9 de fevereiro de 1991, pela Unidos do Peruche, com o sugestivo enredo “Quem Arrisca, Não Petisca”, de Ideval Anselmo, Carlinhos e Zelão Bernadete protagonizou uma das cenas mais icônicas da passarela do samba, foi a primeira intérprete do grupo especial do Carnaval a cantar no sambódromo do Anhembi, pela Unidos do Peruche, à época presidida por Walter Gariglio. De lá para cá, sua carreira como cantora despontou, da avenida aos palcos, atuando como intérprete em diversas escolas de samba de São Paulo e dividindo as luzes da ribalta com artistas de renome como Martinho da Vila,  Zeca Pagodinho e Originais do Samba.